segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Polvo à lagareiro e ervilhas à mocada

Recentemente dirigi-me a uma churrasqueira à beira da estrada na localidade de Sapataria, Torres Vedras. Estabelecimento recente e bonito. Já lá tinha ido uma vez e gostei, com o filho mais novo. Desta vez foi com o Rui e a Paula. Escolhemos ervilhas com ovos escalfados e a Paula, polvo à lagareiro, por serem pratos do dia e por isso, mais rápidos a serem servidos. Pensámos nós! O polvo à lagareiro foi rápido mas com mais pompa, trazia um saco de plástico dentro da cabeça. Ou seja foi cozinhado sem sequer ter sido lavado. A ervilhas demoraram uma boa meia hora e quando chegaram à mesa parecia que tinham andado na guerra. Senti logo ( eu também sei cozinhar este prato) que a demora tinha sido para as descongelarem já cozinhadas. Daí o aspecto de comida que esteve a ser remexida e provavelmente sabe-se lá quantas vezes já tinha ido ao lume. Estavam mesmo com mau aspecto. Não sabiam mal. Lá as digerimos sempre a refilar. Com respeito ao saco no polvo, a dona ainda agravou mais: sabe, são coisas que acontecem. Pois. Qualquer um pode abrir um restaurante. O pior é o resto. Mais um sítio para esquecer. Não percam:
Polvo à lagareiro com saco de plástico na cabeça
Ervilhas com ovos escalfados à mocada

Sem comentários: